Anti-inflamatório à base de dexametasona.
 
 
Resumo da bula:

Descrição:

Azium® Solução é indicado para uso intramuscular ou intravenoso.

Em cada mL contém:

Dexametasona . . . .. . . . . . 2 mg

Veículo q.s.p. . .. . . . . . . . . . 1 mL

Indicações:
Azium® Solução, é indicado para aquelas situações ou condições em que se faz necessária uma resposta hormonal imediata.
Por conseguinte, é indicado por via intravenosa nos estados de choque, toxemia e crises circulatórias.
Pequenos animais – Azium® Solução é indicado para as inflamações que envolvam as articulações e estruturas acessórias, naturalmente nos casos em que não houverem alterações estruturais como anquilose ou ruturas de bainha ou ligamentos. É indicado também nas dermatites inespecíficas e como medicação de suporte nos acidentes cirúrgicos.
Grandes Animais – É indicado para a cetose, como medicação auxiliar nas mastites agudas, metrites, pneumonias graves, febre dos transportes e vitular em bovinos. Nos eqüinos, Azium® Solução é indicado nos casos de bursites, carpites, miosites, luxações e como medicação auxiliar na fadiga, influenza e exaustão devido ao calor. Azium® Solução é indicado como medicamento auxiliar nos acidentes por mordedura de cobras, assim como em todas as doenças reumáticas, alérgicas, dermatológicas e outras sabidamente sensíveis aos corticóides.

Dosagem e Administração:
No tratamento com Azium® Solução, como com qualquer outro corticosteróide, a terapêutica deve ser estabelecida levando-se em conta a severidade da afecção, a duração do tratamento e o limite de tolerância do paciente para o esteróide. Deve-se empregar a menor dose efetiva possível. Sempre que se precisar usar altas doses o animal deve ficar sob observação para se identificar o aparecimento de efeitos colaterais se, por acaso, ocorrerem. Durante o tratamento com outros corticosteróides podemos substituí-los pelo Azium® Solução, respeitando-se a adequada redução e ajuste da dose.
Cães – Usar 0,25 a 1,0 mg por via intravenosa ou intramuscular. A dose pode ser repetida se necessário. Nos tratamentos prolongados a dosagem de manutenção deve ser de 0,25 a 0,5 mg de dexametasona por dia.
Gatos – Usar 0,125 a 0,5 mg de dexametasona por via intravenosa ou intramuscular. Repetir a dose se necessário. A dose de manutenção é de 0,125 a 0,25 mg.
Bovinos – Usar 5 a 20 mg de dexametasona por via intramuscular ou intravenosa de acordo com a severidade do caso. Deve-se repetir a dose quando necessário.
Eqüinos – Usar 2,5 a 5,0 mg de dexametasona por via intramuscular ou intravenosa.

O produto deve estar aproximadamente à temperatura corporal ao ser injetado. Deve-se respeitar as recomendações gerais para o uso de produtos por via parenteral como as de assepsia, desinfecção e velocidade de administração na via intravenosa.

Período de Carência: O abate dos animais tratados somente deve ser realizado 11 dias após a última aplicação, quando administração pela via intramuscular.

Leite: O leite dos animais tratados não deve ser destinado ao consumo humano até 5 dias após a última aplicação, quando administração pela via intramuscular.

Apresentação:
Caixa com 24 frascos de 10 mL. Estojo com 1 frasco de 10 mL.

“Conservar em local fresco e seco, ao abrigo dos raios solares, longe do alcance de crianças e animais domésticos.”

“Venda sob prescrição e orientação do Médico Veterinário.”
 

Azium 10ml

R$14,00
Azium 10ml R$14,00
Entregas para o CEP:

Meios de envio

Anti-inflamatório à base de dexametasona.
 
 
Resumo da bula:

Descrição:

Azium® Solução é indicado para uso intramuscular ou intravenoso.

Em cada mL contém:

Dexametasona . . . .. . . . . . 2 mg

Veículo q.s.p. . .. . . . . . . . . . 1 mL

Indicações:
Azium® Solução, é indicado para aquelas situações ou condições em que se faz necessária uma resposta hormonal imediata.
Por conseguinte, é indicado por via intravenosa nos estados de choque, toxemia e crises circulatórias.
Pequenos animais – Azium® Solução é indicado para as inflamações que envolvam as articulações e estruturas acessórias, naturalmente nos casos em que não houverem alterações estruturais como anquilose ou ruturas de bainha ou ligamentos. É indicado também nas dermatites inespecíficas e como medicação de suporte nos acidentes cirúrgicos.
Grandes Animais – É indicado para a cetose, como medicação auxiliar nas mastites agudas, metrites, pneumonias graves, febre dos transportes e vitular em bovinos. Nos eqüinos, Azium® Solução é indicado nos casos de bursites, carpites, miosites, luxações e como medicação auxiliar na fadiga, influenza e exaustão devido ao calor. Azium® Solução é indicado como medicamento auxiliar nos acidentes por mordedura de cobras, assim como em todas as doenças reumáticas, alérgicas, dermatológicas e outras sabidamente sensíveis aos corticóides.

Dosagem e Administração:
No tratamento com Azium® Solução, como com qualquer outro corticosteróide, a terapêutica deve ser estabelecida levando-se em conta a severidade da afecção, a duração do tratamento e o limite de tolerância do paciente para o esteróide. Deve-se empregar a menor dose efetiva possível. Sempre que se precisar usar altas doses o animal deve ficar sob observação para se identificar o aparecimento de efeitos colaterais se, por acaso, ocorrerem. Durante o tratamento com outros corticosteróides podemos substituí-los pelo Azium® Solução, respeitando-se a adequada redução e ajuste da dose.
Cães – Usar 0,25 a 1,0 mg por via intravenosa ou intramuscular. A dose pode ser repetida se necessário. Nos tratamentos prolongados a dosagem de manutenção deve ser de 0,25 a 0,5 mg de dexametasona por dia.
Gatos – Usar 0,125 a 0,5 mg de dexametasona por via intravenosa ou intramuscular. Repetir a dose se necessário. A dose de manutenção é de 0,125 a 0,25 mg.
Bovinos – Usar 5 a 20 mg de dexametasona por via intramuscular ou intravenosa de acordo com a severidade do caso. Deve-se repetir a dose quando necessário.
Eqüinos – Usar 2,5 a 5,0 mg de dexametasona por via intramuscular ou intravenosa.

O produto deve estar aproximadamente à temperatura corporal ao ser injetado. Deve-se respeitar as recomendações gerais para o uso de produtos por via parenteral como as de assepsia, desinfecção e velocidade de administração na via intravenosa.

Período de Carência: O abate dos animais tratados somente deve ser realizado 11 dias após a última aplicação, quando administração pela via intramuscular.

Leite: O leite dos animais tratados não deve ser destinado ao consumo humano até 5 dias após a última aplicação, quando administração pela via intramuscular.

Apresentação:
Caixa com 24 frascos de 10 mL. Estojo com 1 frasco de 10 mL.

“Conservar em local fresco e seco, ao abrigo dos raios solares, longe do alcance de crianças e animais domésticos.”

“Venda sob prescrição e orientação do Médico Veterinário.”